AMM/Funmissões entregou plano de ação regional aos técnicos do Ministério do Turismo
25 de Setembro de 2017

O material, que tem como prioridade a ponte internacional Porto Xavier/San Javier, será submetido à análise do MTur para posterior encaminhamento e avaliação do BID

Mais um passo dado rumo à viabilização dos investimentos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), no valor de 100 milhões de dólares, que poderão ser destinados ao desenvolvimento do turismo integrando as Missões Jesuíticas da América do Sul (Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai, e Bolívia). Em audiência publica no Centro de Cultura em Santo Ângelo, técnicos do Ministério do Turismo (MTur) receberam o plano de ação preliminar, com projetos dos 26 municípios da Associação dos Municípios das Missões (AMM) e Fundação dos Municípios das Missões (Funmissões).

O documento foi elaborado pela AMM/Funmissões, sob a coordenação do secretário Executivo do Departamento de Turismo (Detur), Marcos Mattos, em parceria com o Corede Missões, URI Santo Ângelo e com o empresário José Roberto de Oliveira. Em nome do setor público e privado da região das Missões, o material foi entregue pelo presidente da AMM/Funmissões, Brasil Antonio Sartori. “Precisamos da especial atenção do Ministério do Turismo. Para tanto, solicitamos que técnicos do MTur venham passar uns dias na região e trabalhar na seleção de prioridades, em conjunto com os prefeitos e demais envolvidos”, destacou Sartori, que é prefeito de Entre-Ijuís, parabenizando o deputado estadual, Eduardo Loureiro, pela realização da audiência na região, que contou com o apoio da Secretaria Municipal de Turismo de Santo Ângelo na organização do evento.

Promovida pela Comissão de Assuntos Municipais da Assembleia Legislativa, que é presidida pelo deputado Eduardo Loureiro, a audiência pública ocorreu na sexta-feira (22) e teve como finalidade a expansão do turismo missioneiro a partir da Rota Internacional Jesuítica, com enfoque no Programa Global de Crédito do BID. Neste intuito, estiveram presentes o diretor do Departamento de Ordenamento do Turismo, Rogério Coser e o coordenador geral de Planejamento Territorial do Turismo, ambos do MTur.

“Convidamos os técnicos do Mtur, que foram designados pelo ministro Marx Beltrão, e estão em contato permanente com o BID. Portanto, eles têm todas as informações quanto às próximas etapas, após a assinatura pelo ministro Beltrão da carta de adesão do governo brasileiro, ao programa do BID, que prevê o financiamento de projetos vinculados ao circuito internacional das Missões Jesuíticas”, explicou Loureiro. Prefeito anfitrião, Jacques Barbosa salientou que o maior objetivo deste projeto se chama integração, entre o Brasil e demais países envolvidos. Ele evidenciou que o plano de ação regional contempla as necessidades das 26 cidades da AMM, de forma a ampliar o desenvolvimento da cultura, artesanato e empreendedorismo das Missões.

PRIORIDADE CONSAGRADA
Considerada uma questão consagrada como projeto prioritário, a construção da ponte internacional Porto Xavier/San Javier foi definida, por unanimidade entre os participantes do evento, como prioridade macrorregional na proposta de investimentos do Banco Interamericano. Também os prefeitos da Grande Santa Rosa, de Porto Vera Cruz, Delfor Barbieri e de Campina das Missões, Afonso Lucio Perius, declararam apoio a ponte internacional Porto Xavier/San Javier.

PROJETOS MISSIONEIROS
Acessos asfálticos aos sítios arqueológicos São João Batista (Entre-Ijuís), São Lourenço (São Luiz Gonzaga), Santuário do Caaró (Caibaté) e aos municípios de Garruchos e Pirapó; sinalização turística para todo o roteiro internacional (lado brasileiro); internacionalização do aeroporto Sepé Tiaraju (Santo Ângelo); Centros de Interpretação, Atendimento e Atenção ao Turista, estão entre os 85 itens preliminares dos projetos turísticos da região das Missões, contemplando ações nos 26 municípios.

LANÇAMENTO PAC CIDADES HISTÓRICAS
Prefeito de São Miguel das Missões, Hilário Casarin convidou a todos para o lançamento do projeto PAC Cidades Históricas, dia 28 deste mês, em São Miguel das Missões. “Este é o grande projeto turístico regional, que está pronto e prevê investimentos no valor de 70 milhões de reais em um único local. Sua concretização vai trazer e manter por mais dias os turistas na região, fortalecendo os caminhos missioneiros dos 7 Povos, dos 30 Povos e dos 26 municípios da AMM”, ressaltou Casarin.

Em apoio a manifestação do prefeito de São Miguel, o deputado federal Darcísio Perondi, que esteve presente na audiência pública, garantiu “que vai pegar pesado junto a bancada federal para viabilizar a liberação dos 70 milhões de reais”. Perondi também fez questão de reafirmar seu compromisso na articulação dos investimentos do BID aos projetos da região missioneira.

PARCERIA DO ESTADO E DA UNIÃO
Representando o governo do Estado, o secretário adjunto da Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer (Sedactel), André Kryczzun, reiterou que o Estado é parceiro para que, dentro do possível, sejam viabilizados os recursos do BID. “A Sedactel tem atuado com empenho para atender todas as demandas da região, em apoio a governança local, que é quem está a frente deste processo do BID desde o início, e que será fundamental para o desenvolvimento da região”.

O presidente da organização Brasileira das Cidades Patrimônio Mundial, Mário Nascimento, que representou a presidência da Federação das Associações de Municípios do RS (Famurs), frisou que todos os prefeitos da AMM estão trabalhando no fortalecimento do turismo e destacou: “a diferença é que agora o governo federal assumiu este processo ao assinar a carta de interesse, importantíssimo para que a região das Missões faça parte da agenda de investimentos do BID”.

PRÓXIMOS PASSOS
Os técnicos do Ministério do Turismo fizeram uma ampla e esclarecedora explanação sobre os meios necessários para a liberação da parte dos recursos do BID, que poderão ser destinados ao Brasil, bem como as próximas etapas do processo, entre as quais destacam-se: elaborar o planejamento/Plano de Ação Global para a região das Missões Jesuítas no Brasil, embasado no material entregue pela AMM/Funmissões; apresentar o Plano, elaborado e aprovado pelos interlocutores da região das Missões, ao Ministério do Turismo, por meio do governo de Estado do Rio Grande do Sul; o Mtur encaminhará o Plano de Ação Global ao BID, após validar a metodologia utilizada, no que tange ao planejamento participativo dos entes envolvidos na região; o Banco Interamericano de Desenvolvimento avaliará o Plano de Ação apresentado, com possível agendamento de reuniões para definição de priorização das ações propostas, e inclusão no documento referencial do Programa; o documento final do Programa será elaborado pelo BID e aprovado pelos países participantes.

“Ainda temos uma longa caminhada e de muito trabalho quanto a aquisição dos investimentos do BID para a região das Missões. Por isso a importância em seguirmos mobilizados e articulados, iniciativa pública e privada, sempre contando com a o apoio e confiança de toda a população missioneira”, concluiu o dirigente da AMM/Funmissões, Brasil Antonio Sartori.

Também participaram da audiência púbica o diretor do Detur/Funmissões, Ricardo Klein; a representante do ministro de Desenvolvimento Social (MDS), Nara Damião;o deputado estadual, Bombeiro Bianchini; o presidente da Câmara de Vereadores de Santo Ângelo, Adolar Queiroz; a chefe do escritório IPHAN Missões, Adriana Almeida; prefeitos; vice-prefeitos; vereadores, gestores de turismo, secretários municipais, empresários, imprensa, autoridades militares, agências de Turismo, entre outros.

Por Karin Schmidt

Fonte: Assessoria de Imprensa

Mais notícias