AMM prestigiou o Encontro Sul-Americano de Folclore
30 de Outubro de 2017

Em Bossoroca, o evento cultural reuniu representantes do Brasil, Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai

Uma festa de integração e sem nenhuma competição, que vai além de espetáculo de danças, onde os participantes fazem suas apresentações exaltando as tradições folclóricas de seus países. Com esse espírito de confraternização, foi realizado com total êxito a 5ª edição do Encontro Sul-Americano de Folclore, nos dias 27 a 29 de outubro, no CTG Sinuelo das Missões em Bossoroca, a Buena Terra Missioneira.

Do Brasil participaram grupos de Bossoroca, São Luiz Gonzaga, São Borja, Itaqui e Santana do Livramento. "Foi motivo de imensa satisfação nosso município sediar este Encontro pela quinta vez. Vieram em expressivo número as delegações do Brasil, Argentina, Chile, Paraguai e Uuguai, que entusiasmaram o público com diversificadas apresentações", comemorou o prefeito anfitrião, José Moacir Fabrício Dutra, ao evidenciar a alegria em receber os participantes, visitantes, a comunidade bossoroquense, os colegas prefeitos e comitivas das cidades que congregam a Associação dos Municípios das Missões (AMM).

Presidente da AMM/Funmissões, Brasil Antonio Sartori esteve presente na abertura oficial do 5º do Encontro Sul-Americano de Folclore, no sábado (28/10), assim como outros prefeitos, primeiras-damas, vice-prefeitos e secretários municipais. "Nossas felicitações, em nome dos gestores missioneiros, ao prefeito Juca e a todos os organizadores deste grande evento, que fortalece o valor cultural de um povo", parabenizou Sartori, que é prefeito de Entre-Ijuís.

POR AMOR A ARTE
Sob a coordenação da Associação Cultural de Bossoroca (ACB), com apoio do poder público e da comunidade local, o encontro tem entre os objetivos promover a difusão dos valores culturais inseridos no folclore. De acordo com o presidente da ACB, Jairo Velloso, esta foi a maior de todas as edições do evento. "Avaliação positiva em todos os sentidos, pois o público atendeu ao nosso chamamento e, com certeza, se encantou com as apresentações culturais ", destacou Velloso.

Ele acrescentou que os grupos de profissionais da Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai, quando não conseguem recursos do governo ou de patrocinadores para custear as despesas de seus espetáculos, simplesmente trabalham por amor a arte. "E Bossoroca conta com muitos apoiadores quanto a hospedagem das delegações estrangeiras em casas residenciais, espaços públicos e de entidades", explicou Velloso.


Fotos: Jéssica Dutra Leal/Assessora de Imprensa/Prefeitura Municipal de Bossoroca.

Por Karin Schmidt

Fonte: Assessora de Imprensa

Mais notícias