CARREGANDO
Boa Noite | quarta-feira, 20 de outubro de 2021

TRANSPORTE

A BR-285, que parte de Vacaria e vai até São Borja, atinge direta e indiretamente todos os municípios missioneiros, especialmente as cidades de Santo Ângelo, Entre-Ijuís, Vitória das Missões, São Miguel das Missões, Caibaté, São Luiz Gonzaga, Santo Antônio das Missões e São Borja.

A rodovia estadual RS-168, que parte de Santiago, passa por Bossoroca e atravessa em São Luiz Gonzaga, a BR-285, em direção a Dezesseis de Novembro, Roque Gonzales, São Paulo das Missões e Campina das Missões.

A BR-392 interliga os municípios de Entre-Ijuís, Santo Ângelo, Guarani das Missões, Cerro Largo, Salvador das Missões, São Pedro do Butiá, Roque Gonzales e Porto Xavier, faltando o trecho de Santo Ângelo a Santa Maria para dar acesso ao Porto de Rio Grande.

A Ponte Internacional em Porto Xavier é uma velha aspiração, que com o advento do Mercosul cresce em importância. Na verdade, é apenas o rio Uruguai que separa a região missioneira da Argentina, um mercado consumidor em potencial a ser explorado. Entretanto, como a modernidade do comércio internacional jamais será atingido pelo transporte de barca, é preciso lutar para que este projeto da construção da ponte se torne realidade. Atualmente, o porto fluvial de Porto Xavier está devidamente habilitado para o comércio de exportação e importação, contando com serviços aduaneiros da Polícia Federal, da Inspetoria da Receita Federal, do Controle de Tráfego Internacional Fronteiriço (Contrif), além de uma barca metálica para a travessia do rio Uruguai.

A região missioneira tem convicção de que a posição favorável dos governos do Estado do Rio Grande do Sul e da Província de Missiones, aliado à luta de todos os municípios missioneiros, vão consolidar uma das rotas mais importantes do Mercosul. A construção da ponte internacional, que também dará acesso ao Sul do Paraguai e ao Estado do Paraná, em Foz do Iguaçu, além de interligar os Sítios Arqueológicos de três países: Brasil, Argentina e Paraguai. Os três países ficam próximos entre si, e foram todos fundados por padres jesuítas, constituindo hoje pontos de atração política.

IR AO TOPO ▲ ◄ VOLTAR UMA PÁGINA
VER MAIS