CARREGANDO
Boa Noite | quarta-feira, 20 de outubro de 2021

CAMINHO DOS JESUÍTAS - Portal reúne atrativos do Caminho dos Jesuítas na América do Sul

Iniciativa conjunta de países integrantes do roteiro e do BID busca aumentar a visibilidade do local e fomentar visitas à região, que inclui cidades do Rio Grande do Sul
Publicado em 03/09/2021
Por Izabel Cristina Ribas de Freitas

Reforçar a exposição do Caminho dos Jesuítas da América do Sul nos mercados regional e de longa distância, de forma a acelerar a criação e a consolidação de experiências turísticas. Este é o objetivo de um portal sobre o roteiro lançado recentemente, fruto de um esforço conjunto de autoridades de turismo de Brasil, Argentina, Bolívia, Paraguai e Uruguai e que conta com apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). (Acesse aqui o portal)

Disponível em português e espanhol, o site lista informações e dicas sobre os 56 sítios do patrimônio jesuíta integrantes do corredor turístico, sendo 19 deles declarados Patrimônio Mundial pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para Educação, a Ciência e a Cultura). No Brasil, o roteiro é composto por 26 municípios do Rio Grande do Sul e engloba as ruínas de São Miguel das Missões, declaradas Patrimônio Mundial Cultural em 1983.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, que, em meados de agosto, visitou sítios arqueológicos da Rota das Missões gaúcha, destaca esforços pelo adequado aproveitamento turístico do local. “A Região das Missões abriga atrativos únicos capazes de atrair milhares de visitantes e conta com o nosso total apoio para a sua estruturação. Vamos fazer do Caminho dos Jesuítas uma ferramenta essencial da retomada do turismo no pós-pandemia”, aponta.

O portal, que integra um Plano Institucional de Turismo na região, servirá como plataforma para a constituição de uma grande comunidade digital voltada à divulgação e ao lançamento de campanhas promocionais do Caminho dos Jesuítas, com forte presença em redes sociais. O roteiro compartilha uma identidade única ao longo do itinerário que a Companhia de Jesus percorreu por mais de 200 anos para o seu estabelecimento na América do Sul.

ESTRUTURAÇÃO - Neste ano, o Ministério do Turismo autorizou um repasse de R$ 20 milhões para estruturar a integração viária de atrativos da Região das Missões gaúcha e facilitar a chegada de visitantes. As obras de pavimentação envolvem a ligação da BR-285 ao Sítio Arqueológico de São João Batista, na cidade de Entre-Ijuís, e o acesso ao Parque Histórico São Lourenço Mártir, em São Luiz Gonzaga, entre outras intervenções.

Durante visita à Região das Missões, em agosto, o ministro Gilson Machado Neto inaugurou a requalificação urbanística do entorno do Sítio Arqueológico de São Nicolau, que recebeu R$ 2,1 milhões do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Machado Neto também entregou a requalificação urbanística do entorno do Sítio Arqueológico São Miguel Arcanjo, em São Miguel das Missões, alvo de investimentos de R$ 3,1 milhões do Iphan.

Também neste mês, ainda para impulsionar o roteiro, o ministro Gilson Machado Neto e o embaixador da Argentina no Brasil, Daniel Scioli, discutiram a possibilidade de solicitar uma audiência com o Papa Francisco para obter homologação e reconhecimento do Caminho dos Jesuítas pelo Vaticano, como um roteiro religioso.

DESENVOLVIMENTO - O Caminho dos Jesuítas também conta com o apoio de 10 startups inovadoras, sendo cinco delas brasileiras, para acelerar o desenvolvimento da rota. Elas foram selecionadas durante o Smart Challenge, um desafio realizado pelo MTur em conjunto com o BID e a Organização Mundial do Turismo (OMT). A disputa buscou identificar soluções para a integração do roteiro e a retomada de atividades turísticas da região

IR AO TOPO ▲ ◄ VOLTAR UMA PÁGINA
VER MAIS